in ,

Associação brasileira busca startups envolvidas com tecnologia blockchain

Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) fez uma publicação em seu site oficial anunciando o 1º Pitch Day, que, de acordo com a ANBIMA, é “uma iniciativa para aproximação entre associados ANBIMA e a comunidade de inovação”.

O objetivo é unir diferentes empresas que possuem soluções criativas e inovadoras para diversas esferas, podendo participar empresas com modelo de negócio consolidado que apresentem soluções inovadoras para temas e gargalos identificados pelos participantes do mercado de capitais.

Dentre estes desafios identificados pela ANBIMA estão liquidação de títulos e valores mobiliários, assessoria financeira e de investimento, infraestrutura e serviços qualificados e distribuição com tecnologia blockchain. No regulamento, no que diz respeito à distribuição com tecnologia blockchain, a ANBIMA visa:

“Soluções em blockchain para distribuição de produtos de investimento, que reduzam custos, aumentem eficiência, promovam transparência no relacionamento com os investidores e a padronização dos procedimentos.”

A blockchain aparece novamente dentro de “infraestrutura e serviços qualificados”:

“Soluções em blockchain que busquem a prestação de serviços típicos de infraestruturas de mercado financeiro, como registro, compensação, liquidação e transferência de ativos financeiros, valores mobiliários ou moedas estrangeiras ou serviços qualificados, que envolvem a prestação dos serviços de custódia para emissores e investidores, escrituração e controladoria de ativos e passivos.”

Nota-se que, de acordo com o trecho do regulamento acima exposto, as soluções devem se basear em tecnologia blockchain necessariamente.

Por fim, a blockchain aparece pela terceira vez no regulamento, desta vez sobre “Blockchain/DLT” – com foco no uso de criptomoedas no mercado de capitais:

“Usos e novos modelos de negócios utilizando criptoativos no mercado de capitais; demais usos da tecnologia de DLT (Distributed ledger technology)/blockchain para mercado de capitais.”

Tendo em vista as diversas citações do termo “blockchain”, pendendo até mesmo para a área dos criptoativos, é possível afirmar que a ANBIMA tem planos para os criptoativos e a tecnologia por trás deles no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…