in ,

Evento debate oportunidades para brasileiros na Estônia

O Startup Grind vai promover um evento on-line sobre o ecossistema de tecnologia e oportunidades de negócios na Estônia, país do Leste Europeu considerado um dos mais digitalizados do mundo.

Chamado de “O que você precisa saber para começar sua startup na Europa sem sair do Brasil”, o evento acontece na próxima quarta-feira, 24, das 18h30 às 20h30, e tem inscrições gratuitas.

O encontro virtual será um painel de conversa sobre empreendedorismo na Europa, o ecossistema de startups da Estônia, os programas oferecidos pelo país aos empreendedores e também sobre representatividade feminina no mercado da tecnologia.

Ainda serão abordados outros temas, como o mercado de startups no cenário pós-pandemia e quais são os passos necessários para empreender no país.

Para debater o temas, foram convidadas Karen Ordones, CEO da Tutor.id, e Grete Camargo, gerente de projetos da Work in Estonia.

A Estônia foi o primeiro país a lançar a e-Residency, uma identificação digital transnacional que qualquer pessoa – pequenas empresas, autônomos e empresários – pode solicitar para abrir um negócio sem a necessidade de morar no país.

Atualmente já existem mais de 66 mil e-Residents e mais de 10 mil empresas abertas por pessoas de mais de 160 países através do programa.

“Somos um país bastante atrativo em termos de oportunidades de negócios, trabalho e qualidade de vida. Queremos atrair mais talentos dispostos a viver novas experiências profissionais, aprender muito e fazer parte do avanço da nossa sociedade digital”, afirma Karen Ordones, CEO da Tutor.id.

Além disso, a Estônia tem mais de 3,7 mil companhias contratando novos profissionais na área de Tecnologia da Informação.

Segundo Grete Camargo, gerente de projetos do Work in Estonia, o país é bastante receptivo para profissionais do Brasil dos mais diversos ramos de atuação, especialmente de TI.

O número de brasileiros no país aumentou 95% nos últimos cinco anos. Em 2015, eram 170 e, neste ano, já são 332.

Com uma população de cerca de 1,3 milhão de pessoas, a Estônia é um celeiro de startups bem-sucedidas e já gerou quatro unicórnios: Skype, Transferwise, Bolt e Playtech.

Fonte: Baguete

Rapaduratech

Escrito por Rapaduratech