in ,

Mais cidades no mundo estão aceitando criptomoedas em serviços públicos

São muitos os motivos que fazem com que as criptomoedas sejam importantes no comércio. Logo, inúmeras cidades do mundo começam aos poucos a implantar esse meio de pagamento para seus serviços.

A famosa ideologia do “8 ou 80, ame ou deixe-o” acaba sendo a opinião de muitas pessoas ao redor do mundo, e até mesmo a mídia e os próprios governos são responsáveis por informações erradas sobre as criptomoedas. Obviamente, quando o Bitcoin surgiu, a maioria dos investidores ou autoridades não davam a atenção devida e importância a ele.

Aos poucos, parece que os governos passam a enxergar as criptomoedas com outros olhos. Foi o caso de países como o Irã, que passou a usar criptomoedas para evitar sanções dos EUA.

A visão de que o Bitcoin e as criptomoedas também devem ser consideradas dinheiro é simples de ser compreendida, uma vez que possuem a capacidade de gerar valor monetário e ser transferidas de uma ponta a outra, de forma rápida e versátil.

Impostos pagos com Bitcoin

Parece que o fato das autoridades não possuírem controle sobre as transações do Bitcoin é o que faz os os governos não aprovarem o uso de criptomoedas como meios de pagamento, como por exemplo para pagar impostos. Bom, nem todos, alguns países já estão enxergando os pagamentos digitais de forma diferente. Desde o ano passado, por exemplo, a Austrália aceita criptomoedas como forma de pagamento para contas de água e de luz.

Com casos assim, percebemos como o cenário pode ser modificado, com governos já pensando diferente e voltados para novas soluções de pagamento. O próprio presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, declarou recentemente que as criptomoedas farão os bancos centrais se modernizarem.

Na cidade de Richmond Hill, em Ontário, no Canadá, parece estar acontecendo um “case”. Lá se iniciaram as negociações com uma fintech para organizar um novo serviço aos seus residentes. A ideia consiste em oferecer para clientes e empresas o pagamento com Bitcoin de taxas do imposto predial. A Coinberry irá propor a opção de pagamento. Ela é uma startup de Toronto registrada no Financial Transactions and Reports Analysis Center do Canadá, a Fintrac.

De acordo com o site Global News, o vice-prefeito da cidade e conselheiro regional Carmine Perrelli afirma:

“Qualquer morador que queira pagar com moedas digitais passará pela empresa mediadora, que converterá a criptografia e pagará à cidade a moeda canadense. Até 30 de setembro, o município avaliará a viabilidade de implementar a solução da Coinberry para processar outros pagamentos também, como taxas e tarifas da cidade.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…