in

New York Times utilizará blockchain para combater fake news

O jornal New York Times, um dos principais jornais dos Estados Unidos, confirmou que utilizará a tecnologia blockchain em diversos aspectos voltados para publicidade, incluindo o combate a notícias falsas (fake news), informou a Coindesk nesta quarta-feira, 24 de julho.

De acordo com a matéria, um site intitulado The News Provenance Project explica como a equipe de pesquisa e desenvolvimento do jornal planeja usar a Hyperledger Fabric, rede blockchain da IBM, para autenticar fotografias de notícias em parceria com o programa de aceleração IBM Garage.

O projeto tem como objetivo combater a desinformação e a mídia adulterada, o que prejudica tanto pequenas quanto grandes editoras.

“Consumidores de notícias que são enganados e confusos eventualmente, se cansam das notícias e da mídia tradicional”, diz o site.

Prova de conceito

O New York Times e empresas parceiras realizarão uma prova de conceito para encontrar uma maneira de manter a confiança nos arquivos digitais, especialmente fotos e vídeos. O projeto tem como objetivo armazenar os “metadados contextuais” das notícias em uma blockchain, incluindo quando e onde uma foto ou vídeo foi feito, quem fez e informações sobre como foi editado e publicado.

“Implementar uma prova técnica de conceito explorando o potencial da blockchain, a fim de entender como alguns de seus atributos – imutabilidade e descentralização em particular – podem ser usados ​​como ferramentas contra manipulação de informações e aumentar a confiança dos usuários nas notícias que eles acessam”, afirma um dos objetivos do projeto.

A ideia é criar um “conjunto de sinais que possam viajar com mídia publicada em qualquer lugar onde o material é exibido”, diz o site, inclusive nas redes sociais, em bate-papos e em resultados de busca. Esses sinais fariam o trabalho de verificar a autenticidade do conteúdo.

O Times planeja publicar atualizações sobre o projeto durante todo o processo, culminando em um relatório completo após a conclusão do piloto. A prova de conceito tem prazo de duração de julho até o final de 2019.

Duas confirmações adicionais do projeto vieram através de um tuíte da CEO do Civil Media Vivian Schiller, que já trabalhou no New York Times, e em um post de Sasha Koren, líder do projeto do News Provenance Project, em sua conta no Medium.

A CoinDesk informou em março que o Times estava se preparando para experimentar a tecnologia blockchain quando a empresa postou – e rapidamente removeu – um anúncio à procura de um líder de projeto. Conforme apurado pelo CriptoFácil em março, o New York Times anunciou uma vaga de emprego relacionada à blockchain. A vaga, que foi retirada do ar logo depois, afirmava que o jornal buscava “um líder voltado para o futuro que ajudará a visualizar e projetar uma prova de conceito baseada em blockchain para os editores de notícias”.