in , , , , ,

EdTechs brasileiras que estão revolucionando a educação no país

Ao olharmos para nosso sistema de educação é quase que uma visão do século XIX, em meio a Revolução Industrial. As cadeiras enfileiradas com o professor explicando durante 4 ou 5 horas diante de um aluno que é apenas um receptor de informações. Totalmente contrário ao que defendia Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira. Em busca de soluções para tantos problemas observados nos atuais sistemas educacionais, as EdTechs brasileiras e mundiais tem trazido grandes inovações para o segmento do mercado educacional.

Estudos propagados pela PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences) indicam que o ensino híbrido (mistura de EAD com aulas presenciais) aumenta em 6% a participação dos alunos na sala de aula. Os estudantes deixam de ser ouvintes e transformam-se em ativos participantes nas aulas. 

 

A definição de EdTechs

Sendo a abreviação de Educational Technology (Tecnologia Educacional), Ed Techs, são soluções modernas a fim de melhorar a educação. Podemos retirar um exemplo claro desse tipo de tecnologia olhando para o ano de 2020. Quantas alunos precisaram aderir ao EAD devido ao novo Coronavírus? 

Cursos online pipocando a todo momento na sua timeline, plataformas de ensino que disponibilizam chat, contato de voz, etc, sendo cada dia mais utilizadas, até mesmo as apresentações de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) estão sendo feito por vídeo chamada. 

Na prática não há necessidade da empresa ser focada exclusivamente em educação para ser uma EdTech. Vide as grandes corporações de tecnologia que tem se inserido cada vez mais no ramo. O Google tem feito grandes investimentos no segmento, igualmente a Microsoft e muitas outras. 

Porém, algumas empresas nascem com a ideia de empreender exclusivamente no ramo. Startups com ideias inovadoras que veem uma grande oportunidade de negócio na educação. 

Separamos uma pequena lista de EdTechs brasileiras que tem revolucionado o mercado. Segundo dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), a área de educação é que conta com o maior número de empresas novatas – são mais de 700 companhias.

 

EdTechs brasileiras para ficar de olho

 

Descomplica – Rio de Janeiro/RJ

Com a definição de “Cursinho pré-vestibular online” a Descomplica tem o foco em um enorme mercado brasileiro, obviamente estamos falando dos vestibulares.

A preocupação do jovem em terminar o Ensino Médio e buscar uma vaga nas melhores faculdades do país fez com que o mercado de cursinhos explodisse nos últimos anos, porém, não é todo mundo que possui um local físico próximo para estudar ou possui poder financeiro para bancar as mensalidades. 

Pensando nisso a Descomplica traz, desde 2011, aulas de todas as matérias, com professores qualificados e possui um simples objetivo, ajudar o estudante a conquistar uma vaga em uma universidade federal. 

Tudo de forma online com um preço que cabe no bolso de qualquer pessoa.

 

Agenda Edu – Fortaleza/CE

Elabore o seguinte cenário, começo do ano letivo, as crianças e os jovens acabaram de retornar das férias de Verão, uma pandemia de proporções globais atinge nosso país e todas as escolas precisam ser fechadas. Com essa situação, as atividades, que eram presenciais, se tornam online, os pais mais do que nunca precisam auxiliar seus filhos com os deveres escolares. 

Cenário de filme, certo? Não, é só o ano de 2020 mesmo. 

Apesar da situação ser uma das mais complicadas vividas na história global, a aproximação dos pais, alunos e escolas foi algo super importante, principalmente para o desenvolvimento de crianças e jovens. E não existe alguém melhor para ajudar do que uma Edtech.

O Agenda Edu ajuda escolas a darem o próximo passo frente ao novo, engajar os alunos e responsáveis na rotina escolar, fortalecer laços e, mais do que isso, conectar pessoas para transformar jornadas educacionais.

É como ter a escola do seu/sua filho(a) na palma das mãos. Para saber mais desse projeto incrível basta clicar aqui

 

Filho sem Fila – Belo Horizonte/MG

Não existe nada mais importante para os pais de uma criança que a segurança do seu filho. A preocupação é tão grande que se pudessem não deixariam o/a pequeno (a) ralar um joelho sequer. 

Algumas coisas são impossíveis de controlar, e fazem até bem para o desenvolvimento da criança, entretanto, outras situações precisam de controle parental  e nada melhor que a tecnologia a seu favor para isso. 

Filho sem Fila nasceu com a ideia de proteger os pequenos na hora da saída escolar, avisando a escola quando o pai ou mãe está chegando para buscá-los. Outra grande função do app é mostrar, em tempo real, a localização das vans e ônibus que buscam e levam as crianças e adolescentes. 

Para saber tudo sobre o aplicativo e descobrir todas as funções e benefícios, basta clicar aqui

 

Quero Educação – São José dos Campos/SP

As mensalidades de um faculdade nem sempre são econômicas, quantos brasileiros não tiveram que suar e trabalhar duro para conquistar seu diploma. 

Para ajudar os alunos a Quero Educação nasceu com um propósito, facilitar a entrada de todos nas universidades. Como eles fazem isso? Através de bolsas, a Quero Educação conecta o aluno ao curso e faculdade que deseja

O projeto é grandioso, ganhou o coração dos estudantes brasileiros e o Fórum Econômico Mundial reconheceu em 2018 como uma das 50 startups com mais impacto na América Latina.

 


 

Este são 4 das centenas de exemplos brasileiros que vem mudando a educação do país. Se você conhece alguma EdTech, seja na sua cidade, estado ou até mesmo país, comente abaixo. Expandir a comunidade significa cuidar ainda mais da educação.

No Brasil, quem trabalha com educação, é muito mais que um empreendedor (a), é um (a) verdadeiro (a) filantropo.

Como citamos no início deste artigo, quem está empreendendo nessa área é muito mais do que um/uma empresário (a), é um filantropo, pois a pedagogia é o um sinônimo de mudança para um país. 

Confie nas EdTechs brasileiras, são elas que irão revolucionar o sistema de ensino.

Avatar

Escrito por Flávio Carneiro

Engenheiro de Computação apaixonado por Tecnologia e Rapadura desde criança, uniu os dois e criou o Rapadura Tech para fomentar o ecossistema de empreendedorismo e tecnologia. Atualmente lidera um time de desenvolvimento e marketing no Insight Lab. É usuário ativo do Telegram e entusiasta de Inovações e Marketing Digital.