Inteligência Artificial dá mais autonomia em processos de recrutamento

 Inteligência Artificial dá mais autonomia em processos de recrutamento

Alisson Souza, fundador da startup abler, conta como a área de recursos humanos pode se beneficiar do uso da tecnologia

Com um mundo cada vez mais focado em tecnologia, diversas empresas, startups e profissionais apostam na inteligência artificial como um fator de vantagem para os negócios. No setor de recursos humanos não é diferente, utilizar essas ferramentas para ganhar tempo e otimizar processos já é uma realidade.

ablerstartup criada por profissionais das áreas de Recursos Humanos e Tecnologia com o objetivo de conectar empresas e candidatos entregando uma ferramenta completa para o recrutador e amigável para os candidatos, também acredita nesse novo cenário e utiliza a Inteligência Artificial (IA) para desenvolver seus projetos com mais autonomia. “Todo o processo de recrutamento pode ser beneficiado com a ferramenta, desde o hunting de candidatos até a triagem e qualificação dos candidatos”, conta o fundador da empresa, Alisson Souza.

Além dos benefícios no gerenciamento de alto volume de currículos, a Inteligência Artificial também contribui para a maior assertividade na seleção de candidatos. Dentro da fase de seleção de candidatos, a Inteligência Artificial busca por profissionais que se encaixem às necessidades da vaga em aberto, entregando um ranqueamento dos candidatos de acordo com a aderência às soft e hard skills definidas inicialmente no processo de recrutamento.

Segundo Alisson, um dos fatores mais importantes do uso deste recurso é o ganho de tempo. “Tanto para analisar, criar currículos, qualificar candidatos e buscar informações sobre eles acaba sendo gasto com tarefas manuais. Com as automatizações esse tempo pode ser utilizado com outras tarefas e projetos, passando a ser mais estratégico”, explica.

Outro ponto levantado é sobre as falhas que podem ocorrer em processos comuns com recrutamento manual, uma vez que sem a tecnologia candidatos ideais para a vaga podem ser desqualificados, enquanto o profissional admitido pode não possuir as competências necessárias. Ainda assim, o profissional de recursos humanos é parte fundamental de todo o procedimento, especialmente com o uso da IA.

Alisson Souza, CEO da abler.

O CEO da abler ressalta que com a adoção da ferramenta, a área de RH passa a ser mais estratégica. “Os profissionais de RH passam a realizar um trabalho ainda mais voltado para melhorias no processo de recrutamento e na experiência dos candidatos, indo além dos processos manuais feitos antes, como a publicação de vagas em diversos portais, visualização de currículos em planilhas e outras atividades desgastantes”, finaliza Alisson.

Sobre a abler

Por quase dez anos, os fundadores atuaram no setor de recursos humanos. Essa bagagem trouxe experiências, vivências e principalmente, um olhar tecnológico sobre as dores do setor. No ano de 2016, a inconformidade com as necessidades da área de RH os impulsionou a iniciar a criação da abler, desenhando um software de recrutamento e seleção olhando para as maiores dores da área.  Nestes quatro anos, a abler já conquistou mais de 300 clientes por todo o Brasil e mais de 40 mil vagas já foram fechadas através da plataforma, conquistando um tempo médio de 8 dias para o fechamento de vagas. Hoje, o software disponibiliza um banco de talentos mais completo, sendo mais de 3 milhões de profissionais cadastrados. Para mais informações, acesse https://abler.com.br/

 

Rapadura News

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.

Redação

Posts relacionados

Newsletter

Rapadura Tech

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.