Presença Digital | O que leva grandes marcas a estarem em todas as redes sociais?

 Presença Digital | O que leva grandes marcas a estarem em todas as redes sociais?

Presença digital é a expressão chave para diversas marcas, especialmente para as que não nasceram na era da revolução digital. Qualquer pessoa, independente da classe social, pode notar a quantidade de celulares na rua e nos estabelecimentos. Talvez, você mesmo esteja lendo este artigo diretamente de um.

Com tantas possibilidades, como uma marca eleva sua presença digital? É preciso estar em todas as redes sociais? Vamos falar sobre isso e muito mais, mas antes, hora de entender um pouco o que nos levou ao mundo de hoje. 

A era da revolução digital

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2019 cerca  82,7% dos domicílios brasileiros têm acesso à internet. Um aumento de 3,6 pontos em relação ao ano anterior (2018). O mesmo estudo realizado pelo IBGE mostra que entre as 183,3 milhões de pessoas com 10 ou mais anos de idade, 78,3% (143,5 milhões) utilizaram a internet de alguma forma. 

(Imagem: Jeremy Zero/Unsplash)

Já diante da pesquisa feita pela parceria da Hubspot com a We Are Social mostra que pelo menos 139 milhões de brasileiros têm contato com a internet. Desse número foi possível verificar que 85% das pessoas acessam a internet todos os dias.  

Números como esse só mostram um grande oceano de oportunidades. Se você é pessoa física ou jurídica não importa, estar no digital em 2021 é uma obrigação, não mais uma opção. Mas, você precisa conhecer muito bem as ferramentas disponíveis para que sua presença digital funcione de verdade.

Ferramentas disponíveis no novo marketing

Algumas ferramentas têm sido essenciais para a era da comunicação, também conhecida como Marketing 4.0 (de acordo com o pai do Marketing, Philip Kotler). 

São essas ferramentas que se bem utilizadas fazem uma marca emergir no meio e ter cada vez mais presença digital. Dentre elas está:

    • Anúncios online;
    • Blog corporativo;
    • E-mail Marketing;
    • Presença nas redes sociais;
    • Site da sua empresa.

Nosso destaque hoje vai para a presença nas redes sociais, mas, por quê? É sempre importante lembrar que se uma marca busca a presença digital o mínimo que ela precisa fazer é estar presente em vários meios de comunicação. Com isso ela poderá expandir a marca e alcançar cada vez mais pessoas.

Mas a dúvida que fica é, eu preciso estar em todas as redes sociais?  

Marcas com presença digital em vídeos curtos

Falar de Instagram e Facebook é como chover no molhado. O que isso significa? Significa que sim, sua marca/empresa precisa, obrigatoriamente, estar presente em uma dessas, se não, nas duas redes sociais. 

O que queremos falar é algo novo, algo que surgiu a pouco mais de 2 anos, as redes sociais de vídeos curtos

Não é segredo para ninguém que o Tik Tok é uma verdadeira febre. Hoje o mundo conta com 1,23 bilhões de usuários da rede social chinesa.

A consequência disso? Marcas querem estar onde as pessoas estão, certo? O Instagram não é mais uma rede de compartilhamento de fotos, hoje é onde as pessoas encontram entretenimento e fazem compras – mesmo que de forma indireta, ou seja, elas podem não comprar de fato, mas estão conectadas com a marca, tornando-se um lead (um possível e futuro consumidor). 

Além disso, em virtude da fama da empresa chinesa, a americana trouxe o mesmo formato de vídeos curtos, quem nunca fez ou viu uma “dancinha” no Reels do Insta que atire a primeira pedra. 

Para marcas/empresas esse consumo de entretenimento em larga escala de forma rápida e extremamente acessível é um verdadeiro mar de oportunidades. A Magalu é uma empresa brasileira que se transformou nos últimos anos. A companhia está longe de ser apenas uma loja de produtos eletroeletrônicos, hoje é uma verdadeira incentivadora da tecnologia e possui uma presença digital de tirar o chapéu.  

Não à toa que o MGLU3 – código da empresa na (Bolsa de Valores do Brasil) – subiu 1000% nos últimos anos.

E o que o Tik Tok tem a ver com a Magalu? Simples, a empresa tem um trabalho forte na rede social, mas a pergunta que fica é, como uma loja de eletrodomésticos faz vídeos curtos, dinâmicos e que, ao mesmo tempo, prendem a atenção do consumidor? 

Primeiro, conforme citamos, a Magalu mudou completamente sua marca, antes era MagazineLuiza, loja que você ia comprar sua máquina de lavar em 12 vezes. Hoje é Magalu, incentivadora da tecnologia, proprietária de diversas Startups (incluindo sua última compra, o comércio eletrônico Kabum!) presente nas redes sociais a na internet com a Lu – forma que a empresa decidiu humanizar a marca. 

Foi essa mudança que permitiu a Magalu falar de assuntos que antes não estariam diretamente relacionados a ela. Além disso, a humanização da marca permitiu extrair o mais puro significado da palavra, hoje não é a marca que fala no Tik Tok, é a Lu, agindo como uma pessoa. 

E para de fato trazer uma reflexão para você, seja um/uma empresário (a) que busca estar à frente do seu tempo e esteja a fim de levar sua marca a todos os meios de comunicação com a intenção de chegar a cada vez mais pessoas e, consequentemente, clientes. Ou apenas um usuário e consumidor dos vídeos curtos que busca entender como empresas podem fazer parte desse meio, a verdade é… 

As marcas, startups e empresas precisam estar onde seu público está. Mas, não necessariamente precisam estar em todas as redes sociais. Ter presença digital não é estar em todo lugar, é estar nos lugares certos falando para o público certo. 

Se você desenvolveu uma forma de se comunicar com seu público através de vídeos curtos, ótimo, isso fará muito bem para sua marca. Ela estará exposta a 1.22 bilhões de usuários do Instagram + 1.23 bilhões do Tik Tok, além de outras redes que possuem a mesma função. 

Mas se ainda não for o caso, não troque os pés pelas mãos. Trabalhe para que aconteça da melhor forma possível. Faça estudos de caso. Aqui apresentamos a Magalu, mas ela não é a única. Vale a pena pesquisar mais.

Flávio Carneiro

Engenheiro de Computação apaixonado por Tecnologia e Rapadura desde criança, uniu os dois e criou o Rapadura Tech para fomentar o ecossistema de empreendedorismo e tecnologia. Atualmente lidera um time de desenvolvimento e marketing no Insight Lab. É usuário ativo do Telegram e entusiasta de Inovações e Marketing Digital.