Startup cearense promove ensino jurídico acessível

 Startup cearense promove ensino jurídico acessível

Nascido em Fortaleza, o projeto já conta com mais de 1.800 membros em todo o Brasil e em outros 9 países

Com a proposta de aperfeiçoar carreiras e preparar jovens para o mercado jurídico, a edtech cearense, Septem Capulus, promove a educação prática a um custo acessível. Auxiliando mais de 1800 profissionais a ingressarem ou se reposicionarem no mercado de trabalho, o movimento promove também o aquecimento dele. 

A ideia do empreendimento nasceu da identificação de um gap no mercado, a partir da própria experiência dos sócios fundadores que eram estudantes de direito em uma universidade local. Ainda hoje, a equipe é inteiramente formada por jovens e traz uma visão moderna de mercado que se conecta com os propósitos e interesses da nova geração, de forma a oferecer um conteúdo assertivo.

“Percebemos que a graduação não nos prepararia para o mercado e criamos um centro que reunisse o que sentíamos que estava ausente”, explica o CEO, Matheus Andrade, de apenas 22 anos, sobre o processo de desenvolvimento da empresa. E a receptividade do público à ideia é clara nos resultados: a startup teve um crescimento de mais de 1400% no período de um ano.

Toda a estrutura do negócio é possível graças ao universo digital, que se reapresentou com força total no contexto remoto em que estamos vivendo. A Septem explora essa estrutura de forma completa, trazendo ao cliente a praticidade de ter centenas de conteúdos reunidos em uma única plataforma, uma rede de networking integrada a nível internacional e o acesso aos maiores profissionais do mercado, tudo à distância de um único clique.

Rapadura News

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.

Redação

Posts relacionados

Newsletter

Rapadura Tech

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.