Startup de educação financeira abre 1000 vagas para formar programadores em todo o Brasil

 Startup de educação financeira abre 1000 vagas para formar programadores em todo o Brasil

(Imagem: Divulgação)

Usando a gamificação para ensinar programação, Tindin constrói o Duolingo para programadores e oferecerá vagas para os alunos que se destacarem

Devido ao crescimento do setor de tecnologia, impulsionado pela transformação digital das empresas, o mercado de desenvolvimento nunca esteve tão aquecido. Por trás de cada site e programa que você acessa no celular ou computador, casualmente ou no trabalho, existem milhões de códigos que passaram pelas mãos de desenvolvedores.  Segundo dados da Geekhunter, posições como desenvolvedor e cientista de dados tiveram um crescimento de 185% na oferta de empregos durante o primeiro trimestre de 2021 em relação ao ano passado.

E uma das formas que diversas empresas estão encontrando para escapar desse leilão é “apostar na base”. Ou seja, as empresas criam programas internos para capacitar profissionais que estão em início de carreira ou, até mesmo, aqueles que pretendem mudar de área. E esse é o caso da Tindin, uma startup voltada para educação financeira infanto-juvenil.

A empresa abre 1000 vagas para formar programadores em todo o Brasil por meio do “Curso de Formação de Desenvolvedores – Do Back ao Front, que acontecerá entre os dias 1º e 31 de outubro. O curso é totalmente gratuito e o pré-requisito é ter noções de programação. As inscrições podem ser feitas em https://materiais.tindin.com.br/curso.

A Tindin vai empregar seu conhecimento em gamificação no ensino de programação, oferecendo aos interessados uma experiência semelhante à do Duolingo, um dos principais apps de ensino de línguas estrangeiras à distância e capaz de adaptar os conteúdos conforme o nível de aprendizado do aluno.

Além da oportunidade de aprender com grandes profissionais do mercado, quem participar ainda pode ser contratado pela empresa: a Tindin vai oferecer 20 vagas para os alunos que se destacarem. 

“Esta é uma grande oportunidade de aprimorar o conhecimento e habilidades em programação. O conteúdo atende desde os iniciantes, que desejam atuar com desenvolvimento de software para a Web, como aqueles que querem aprimorar seus conhecimentos e buscar uma colocação no mercado”, explica Fábio Rogério, CTO da Tindin que atua como programador há mais de 15 anos e é um dos professores do curso, junto com Guilherme Prado, Senior Developer em Font-End e Mobile.

A grade do curso, dividida em quatro semanas, contempla muito conteúdo e uma variedade de temas. Na primeira semana, os alunos terão um overview para entender o ambiente do desenvolvimento e, verão, na prática como acontece a integração entre os ambientes.

Já na segunda semana será a vez de organizar um projeto e entender como ele funciona. Na próxima irão aprender como trabalhar o front end, como funciona o sistema de login e paginação. Para encerrar, os alunos vão aprender como criar animação e manipulação de arquivos na nuvem.

“Aprender a construir um sistema para web e ou para celular é algo que precisa de prática, o processo de aprendizagem é entender os conceitos, ver exemplos e aplicá-lo a cada necessidade dos requisitos de um software, no curso da Tindin iremos seguir exatamente esse conceito com muita prática e ao mesmo tempo vamos nos divertir com a competição gamificada que o AVAg (Ambiente Virtual de Aprendizado Gamificado) da Tindin oferece. Além do certificado, os 20 alunos que se destacarem serão convidados a se juntar ao time de craques da Tindin”, comemora Fábio Rogério.

Tindin espera, com este curso, multiplicar o conhecimento e oferecer a chance para jovens talentos se juntarem ao time de desenvolvedores dos games educacionais da startup. É o que comenta o CEO da startup, Eduardo Scroeder: “A Tindin decidiu unir o útil ao agradável, ou seja, formar profissionais de TI para a sociedade e, ao mesmo tempo, encontrar pepitas”.

Sobre a Tindin

Fundada em 2018, a Tindin é uma Edfintech (intersecção entre educação, finanças e tecnologia) brasileira que nasceu com o propósito de usar o poder da educação financeira infanto-juvenil para transformar o mundo.

Sua proposta inovadora uniu educação e serviços financeiros em uma plataforma educacional gamificada que auxilia pais e professores no processo de desenvolvimento das capacidades infanto-juvenis de planejamento, negociação, poupança, investimento, consumo consciente e empreendedorismo.

Com um time multidisciplinar formado por especialistas em gestão, finanças, educação e tecnologia, a startup oferece um modelo transversal de ensino continuado para Educação Financeira Infantil Familiar e Escolar.

A Tindin registrou um crescimento de 20 vezes nos últimos 12 meses, impactando mais de 10 mil famílias. Uma das apostas da startup é estabelecer parcerias com instituições de ensino para implementar sua metodologia imersiva de letramento financeiro. Este é o caso da parceria firmada com o grupo SOMOS, onde assumiu a temática dentro do portfólio da gigante educacional. O contrato firmado entre a Tindin e o grupo SOMOS tem duração até 2026 e potencial de gerar, por ano, R$120 milhões.

Mais informações: https://www.tindin.com.br/

Redação