Sua startup vai quebrar se você não entender estes 5 princípios

 Sua startup vai quebrar se você não entender estes 5 princípios

(Imagem: pressfoto | EPX)

Muitas vezes ao falar de startups, pessoas entendem como algo fácil, onde uma simples ideia unida a tecnologia já nasce avaliada em milhões de reais, cheia de funcionários e belíssimo prédio na Faria Lima em São Paulo. 

Muitas startups estão espalhadas por todo o Brasil, ajudando na resolução dos mais variados problemas da sociedade. Além de não nascerem cheias de dinheiro e com prédios inteiros como escritório. 

São poucos os casos de empresas emergentes que nascem milionárias, a maioria vem da luta diária do empreendedor junto a uma grande ideia unida à tecnologia. 

(Imagem: Lagos Techie | Unsplash)

E é exatamente por isso que é preciso entender os pilares de uma startup, pilares esses que se você não entender, terá que declarar falência

Princípios que toda startup deve seguir

1. É um trabalho a longo prazo

Pode parecer que o tempo corre diferente se compararmos uma startup a uma empresa convencional. 

Quanto anos demorou até o Banco Itaú se firmar como grande potência nacional? Não temos o ano exato, mas com certeza foi muito mais do que o Nubank. 

A tecnologia tem o poder de acelerar o processo, mas não significa que tudo será rápido, divertido e sem nenhum problema.

O trabalho é intenso e leva tempo até se firmar de fato. Pesquisas indicam que a maioria das startups no Brasil vão à falência antes do 5° ano de existência.

Por isso, se entregue ao trabalho, entenda que não é do dia para noite que tudo vai acontecer.  

2. Pessoas são mais importantes que números

Ao iniciar as atividades da startup, a busca por números é fundamental.  Ter um bom engajamento nas redes sociais para divulgação, sempre estar com as contas em dia, lucros, etc.

Mas precisamos entender que as pessoas são ainda mais importantes que os números. São elas as responsáveis diretas por fazer a startup crescer. 

Se você não prestar atenção em quem trabalha com você, te ajudando todos os dias a fazer o processo funcionar, a chance de falência só aumenta

Por isso, na hora de selecionar quem fará parte do seu time, escolha com sabedoria, busque entender mais sobre essa pessoa. Temos certeza que ela tem muito mais a oferecer do que “apenas” habilidades técnicas. 

3. O objetivo é mudar o mundo

Ter estabilidade financeira é ótimo, todos nós buscamos isso, dentro do sistema que vivemos, buscar conforto e não precisar se preocupar com dinheiro é fundamental. Almejamos também ter reconhecimento pelo nosso trabalho, quem irá receber prêmios por fazer um bom trabalho?!

Mas a verdade é que uma startup tem um objetivo claro, mudar o mundo. Não necessariamente no todo, mas sim no seu mercado de atuação. Se você pensar em sempre trazer o melhor para o seu cliente, já estará à frente de muita gente. 

4. Buscar ajuda te torna mais forte

É mágico ver como Steve Jobs criou a Apple ou como Jeff Bezos começou vendendo poucos itens e criou a Amazon. 

Mas você acha mesmo que tanto Steve quanto Jeff estão onde estão por fazerem tudo sozinhos

Felicidade só é boa quando compartilhada e um negócio só dá certo quando compartilhado. Por isso, busque os melhores sócios, investidores, colaboradores. Não importa a área, compartilhe. Sua startup só irá crescer assim. 

5. Não importa o lugar se a ideia faz sentido

É claro que estar no lugar certo é importante para fazer bons negócios. Mas não só por isso que você irá prosperar. 

Precisamos de boas ideias e boas startups em todo lugar do mundo, afinal, todo lugar tem problemas prontos para serem resolvidos com inovação e tecnologia. 

Nem só de Vale do Silício vivem as startups. Caso a região onde você mora não tenha um hub de startups, ou seja, uma concentração de startups que possam auxiliar a sua, tente criar o seu. Converse com as pessoas, com as empresas, construa um networking. Será fundamental para o crescimento não apenas da sua empresa emergente, mas também de todo o ecossistema. 

Princípios, nossas vidas precisam ser baseadas em princípios. São poucos, mas suficientemente fortes para mudar não apenas a nós, mas também a quem nos cerca. 

Com esses cinco princípios você está muito à frente e tem chances reaisde ter uma startup de sucesso.

Flávio Carneiro

Engenheiro de Computação apaixonado por Tecnologia e Rapadura desde criança, uniu os dois e criou o Rapadura Tech para fomentar o ecossistema de empreendedorismo e tecnologia. Atualmente lidera um time de desenvolvimento e marketing no Insight Lab. É usuário ativo do Telegram e entusiasta de Inovações e Marketing Digital.

Posts relacionados