Entenda o que é ESG e quais startups oferecem essa solução

 Entenda o que é ESG e quais startups oferecem essa solução

ESG, mais uma sigla extremamente importante para as empresas, principalmente as startups. ESG vem do Inglês e significa Environmental, Social and Governance.  Pode parecer algo complexo, mas é apenas uma sigla para referenciar um conceito importantíssimo: sustentabilidade.

A ideia é trazer mais responsabilidade e transparência ao que é feito pelas empresas. O conceito tem um enorme poder de impactar positivamente os valores sociais, econômicos e, obviamente, ambientais de uma empresa.  E por que essa mesma métrica é tão importante para as startups?

Empresas emergentes têm como objetivo a inovação. Independente do segmento no qual uma startup atua, a ideia sempre será trazer uma solução inteligente para o mercado. Porém, inovar vai além, por definição significa “tornar novo, renovar, restaurar”. Apenas três palavras, mas que se encaixam perfeitamente com o assunto: meio ambiente.

Além disso, algumas startups são especialistas em produzir ESG para outras empresas, e é sobre elas que vamos falar.

Soluções ESG através das startups

Segundo dados do relatório publicado em abril de 2021 sobre “Inovação e ESG” da ACE Cortex o Brasil conta com 343 startups focadas em ESG. Essas empresas emergentes notaram a necessidade do mercado, já que esse tipo de solução não é tão simples de implementar.

Além disso, as empresas que buscam esse tipo de startup trazem vantagens financeiras para si. Ao terceirizar o serviço voltado ao ESG não há a necessidade de testes e gastos com processos.

Startups que trazem soluções tecnológicas para realizar práticas ESG são conhecidas como ESB Enablers, do inglês Facilitadoras ESG. Graças a mudança da sociedade e, consequentemente, do mercado, a sustentabilidade tem sido relevante a cada ano que passa. A ideia é reduzir ao máximo a emissão de carbono.

Empresas estão buscando investir pesado no segmento. A EB Capital busca levantar US $1 bilhão ao redor do mundo para investir em um ecossistema especializado no assunto.

Agora que você já entendeu o que são as ESG Enables, hora de ver quais são os campos de atuação delas. Conforme citado a sigla ESG vem do inglês e possui três pilares: Ambiental, Social e Governamental.

Ambiental

Conhecidas como CleanTechs, as startups voltadas para o meio ambiente atuam em: campanhas de energia alternativa e redução do consumo. Essas mesmas startups oferecem serviços focados em controle de índices ambientais, produção de BI (Business Intelligence) e, claro, não poderia faltar dados focados na área de sustentabilidade.

E o que leva uma empresa Clean virar uma CleanTech? Bom, além de ter um impacto ambiental positivo é preciso oferecer soluções tecnológicas para evoluir ainda mais esse mesmo impacto. Uma empresa focada em reciclagem é Clean, mas sem sistemas e indicadores nos quais apontam níveis de processamento e destinação dos resíduos não é Tech, em resumo, é preciso ter uma base tecnologica.

Governamental

Aqui está uma parte na qual o Brasil não vai tão bem, mas para tudo existe um lado positivo e startups podem solucionar problemas graves como, lavagem de dinheiro, conflito de interesse, transparência e ética.

Um grande exemplo de atuação no pilar governamental do ESG é a Data Risk. Uma startup fundada em 2017 que é quase uma “bola de cristal”. Através dela é possível criar modelos de previsão de risco junto à análise de dados para gerir qualquer risco de possíveis investimentos.

Sua plataforma DaaS (Decision as a Service) oferece soluções antifraude e modelos de prevenção de riscos.

Social

Por fim, no pilar Social se encontram as Social Techs, startups que combinam impacto social com tecnologia. Iniciativas sociais são fundamentais, as Social Techs buscam facilitar elas através da tecnologia, como, aplicativos, plataformas online, etc.
Porém, este trabalho não é feito necessariamente de forma direta. Muitas startups trabalham ajudando empresas a gerarem impactos positivos dentro da nossa sociedade. Em troca da responsabilidade social essas mesmas empresas adquirem benefícios fiscais, ou seja, um desconto nos impostos em prol de ajudar a sociedade.

Flávio Carneiro

Engenheiro de Computação apaixonado por Tecnologia e Rapadura desde criança, uniu os dois e criou o Rapadura Tech para fomentar o ecossistema de empreendedorismo e tecnologia. Atualmente lidera um time de desenvolvimento e marketing no Insight Lab. É usuário ativo do Telegram e entusiasta de Inovações e Marketing Digital.

Posts relacionados