in , , ,

Plataforma permite que Pequenos Negócios vendam mesmo com loja fechada

Desde 2020 que a pandemia causada pelo novo coronavírus já acumula mais de 123 milhões de casos confirmados e mais de 2,7 milhão de mortes no mundo. Já o Brasil ultrapassa mais de 295 mil mortos por COVID e 12 milhões de casos.

Além desses impactos, as medidas restritivas e de fechamento do comércio fizeram com que 600.000 empresas no Brasil encerrassem suas atividades, segundo pesquisa do IBGE. Ainda mais, 22% dos negócios encerram suas atividades por falta de clientes e 26% não davam lucro, conforme relatório divulgado pelo SEBRAE.

Apesar da digitalização acelerada do comércio por conta da pandemia, o varejo brasileiro é ainda muito dependente do consumo presencial e da venda de balcão. Esse segmento do varejo responde por cerca de 90% das vendas.

Diante de todos esses problemas, escolher ferramentas adequadas para se comunicar com o novo perfil de consumidor digital é essencial para manter a empresa prosperando.

Os desafios para as pequenas e médias empresas

Quem é micro ou pequeno empreendedor já conhece as dificuldades de enfrentar a voraz concorrência de mercado dos “grandes”, que soa muitas vezes como desleal. Com recursos que os pequenos não dispõem, os grandes players usam desse poderio para massificar sua marca e chegar cada vez mais longe.

Para superar os competidores nacionais, um movimento “Compre do Pequeno” foi iniciado e massivamente divulgado pelo SEBRAE e outras instituições. Nesse sentido, os principais desafios dos pequenos negócios são:

  • Como descobrir a necessidade de compra dos clientes, inclusive daqueles que estão próximos da loja?
  • Com recursos de pessoas e dinheiro limitados, como ele vai fazer para aparecer na vitrine online da internet sem ter que competir com todos?
  • Se o negócio está com baixo faturamento, como aumentar receitas sem ter que necessariamente investir mais em anúncios para atrair a atenção dos consumidores?

Existem várias ferramentas gratuitas como Facebook, Instagram e WhatsApp para se relacionar com o consumidor digital. Todavia, é preciso que o empresário invista dinheiro em anúncios patrocinados para poder ganhar visibilidade e alcançar um maior número de consumidores.

Tente pesquisar nas redes sociais por um produto “peso halter fortaleza”. O resultado é limitado e impreciso no sentido de encontrar um lojista próximo que vende este produto. Assim, o consumidor só consegue achar o perfil da loja no Instagram, Facebook ou loja virtual se antes ele souber o perfil exato. Com esforço, ele consegue enviar uma mensagem, mas tem que repetir esse processo de loja em loja.

Como vender mais e sem depender das vendas presenciais

Para ajudar os pequenos negócios a superarem esses obstáculos e atuarem sem depender das vendas presenciais, os empreendedores Luciano Bandeira e Rômulo Férrer lançaram o CORUJEI. Eles identificaram um problema comum a todos os pequenos negócios de comércio varejista e criaram essa ferramenta inovadora de omnichannel.

Em outras palavras, O CORUJEI é um canal de vendas para conectar os novos consumidores aos produtos dos micro e pequenos empreendedores!

A solução possui uma inteligência capaz de identificar onde os clientes estão e quais os seus desejos de compras para o momento. Dessa maneira, o CORUJEI gera para os lojistas uma maior economia com marketing, vendas rápidas e melhores indicadores de desempenho sobre as metas da equipe.

Site CORUJEI (Imagem: Divulgação)

Agora, esse pequeno e micro empreendedor consegue competir com os grandes varejistas e chegar de forma direta ao seu consumidor sem depender da venda presencial. Através de uma assinatura mensal com o preço de uma pizza, o pequeno varejista fica visível e mais competitivo no mercado online.

O lojista foca somente no atendimento e no fechamento da venda de todos os produtos do seu mostruário ou do seu estoque. Isso tudo de forma virtual – por meio de Chat/WhatsApp – e em tempo real, com agilidade, segurança e garantia.

O impacto nas lojas que já aderiram ao CORUJEI

Como resultado, em menos de 30 dias, o CORUJEI trouxe aos lojistas novas oportunidades de negócios. Foi observado um faturamento extra de R$ 10 mil em informática, de R$ 3 mil em brinquedos e de 10 mil em de ar-condicionado.

A ferramenta CORUJEI encurta a jornada de captação de clientes e potencializa os investimentos em marketing. Atualmente, o canal conta com 40 lojas cadastradas e 450 produtos listados e prontos para a venda.

Aquela imagem de vendedores com braços cruzados esperando o cliente entrar na loja é perda de tempo e de grandes negócios. O caminho agora é se cadastrar no CORUJEI e ficar visível no mercado online a preços acessíveis e com aumento de desempenho dos vendedores.

Está esperando o que para cadastrar seu negócio? Acesse https://parceiros.corujei.com.br e faça um teste gratuitamente! 

Compre sem sair de casa pelo CORUJEI! www.corujei.com.br

Rapaduratech

Escrito por Rapaduratech