Agritech oferece empréstimos para o agronegócio tendo o Bitcoin como garantia

 Agritech oferece empréstimos para o agronegócio tendo o Bitcoin como garantia

Farm machinery planting potatoes aerial view.

A Culte, ecossistema completo de apoio ao agronegócio familiar brasileiro, inicia a concessão de empréstimos com Bitcoin como garantia.  A iniciativa é um exemplo de como as empresas podem incorporar as criptomoedas no seu negócio, à medida que estas começam a circular entre o público investidor. O empréstimo com garantia em bitcoin permite acesso a crédito ainda mais rápido e ainda assegura a manutenção do investimento em criptos.

Conforme explica Bianca Ticiana, fundadora da Culte,  o mercado de crédito com garantia em Bitcoin tem crescido de forma acelerada nos últimos anos em países da Europa e também nos Estados Unidos. “Esta é uma forma prática de não perder seus investimentos e ainda ter acesso aos reais dos quais precisa para atender às necessidades de curto e médio prazo, como novas aquisições, investimentos, quitação de dívidas, entre outros”, afirma a executiva.

A ideia de oferecer crédito com bitcoins em garantia surgiu porque muitos clientes da Culte possuem criptomoedas, mas desejam preservá-las mesmo diante das demandas mais urgentes. “Percebemos então que esta poderia ser uma forma de atendermos tanto os agricultores que tem parte do seu patrimônio em criptomoedas quanto a comunidade de criptoinvestidores.

Bianca cita ainda as vantagens que o cliente tem ao fazer o empréstimo utilizando o Bitcoin como garantia, como juros menores quando comparados aos empréstimos sem garantia, rapidez quando comparados aos empréstimos com garantia de imóveis e veículos, pois não precisam de vistorias e nem de registros em cartórios, possível valorização do ativo em longo prazo e o pagamento mensal apenas dos juros, já que o valor principal é pago apenas na última parcela.

Atualmente, é possível obter este tipo de empréstimo em exchanges, porém ainda não há regulamentação. No caso da Culte, a modalidade é regulamentada, já que a startup segue as leis brasileiras e só opera em reais; logo, não há problema com relação à oscilação cambial.

A fundadora da Culte detalha que o Bitcoin cedido em garantia fica sob a guarda da BitGo, até que o empréstimo seja pago. “Trata-se de uma empresa sólida, que atende as maiores exchanges de cripto do mundo com segurança, por contar com uma base tecnológica de última geração e conformidade em alto nível”, diz o CEO da Culte.

Nos últimos 6 meses, a Culte recebeu mais de R$ 15 milhões em solicitações de empréstimos, sendo que 70% dos agricultores que solicitaram nunca tiveram acesso a crédito. Hoje, a startup está presente em 20 estados brasileiros, reunindo mais de dois mil pequenos agricultores; destes, mais de 30% são mulheres. Agora, a meta é ampliar a oferta de crédito para R$ 30 milhões, até o final do ano.

Lançamento de criptomoeda  da Culte voltada para o agronegócio

Depois de passar por programas de aceleração, como Inovativa Brasil e LIFT Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas do Banco Central e da Fenasbac, a Culte iniciou uma nova cultura no setor agro com o lançamento oficial da cultecoin (CULTE), no dia 1º de abril. A cultecoin é um token de utilidade BEP-20, baseado na Binance Smart Chain e foi lançada na Exchange descentralizada (DEX) PancakeSwap.

Em um primeiro momento, a função da cultecoin será intermediar negociações dentro do marketplace da Culte, facilitando o pagamento por taxas, produtos e serviços, além da possibilidade de ser utilizado como uma reserva de liquidez para os pequenos agricultores. Futuramente, os fundadores esperam ampliar a oferta dos tokens para o crédito tokenizado no agro.

Sobre a Culte

A Culte como um ecossistema completo de apoio ao agronegócio familiar, dentro do qual os pequenos produtores podem criar suas próprias lojas para vender seus produtos sem intermediários, obter ajuda para alavancar seus negócios (seja no plantio ou na pecuária) e ainda contar com uma conta digital que facilita a geração de links de pagamento, emissão de boletos e outras funcionalidades.

Sua plataforma foi desenvolvida pensando na desintermediação da cadeia produtiva e no conceito de finanças descentralizadas para isso utilizam a tecnologia Blockchain, que permite a realização de transferências de ativos por meio de transações totalmente seguras e transparentes.

O objetivo da Culte é promover crescimento econômico inclusivo do pequeno produtor, sustentável e livre de intermediários, dar visibilidade ao pequeno agricultor familiar, levando a ele acesso a novas tecnologias e treinamentos ao campo.

Rapadura News

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.

Redação

Posts relacionados

Newsletter

Rapadura Tech

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.