in , ,

Uso do Telegram na Educação: uma ferramenta capaz de agregar muito valor

A pandemia de Covid-19 gerou profundas mudanças em diversos setores da sociedade. Sendo que a Educação foi uma das áreas mais atingidas, já que, durante meses, o ensino presencial ficou inviabilizado em decorrência da necessidade de ser mantido o distanciamento social. Foi aí que o uso do Telegram na Educação se tornou importante.

Com a necessidade de serem adotadas aulas online inclusive na rede pública de ensino, a utilização de alguns recursos tecnológicos passou a ser imprescindível na Educação. E, mesmo ainda não sendo o aplicativo de mensagens mais utilizado no Brasil, o Telegram acabou ganhando destaque nesse sentido.

A explicação para isso está no fato de que o aplicativo oferece alguns recursos que vão muito além das possibilidades que os concorrentes disponibilizam, especialmente em se tratando da agilidade na comunicação em grupo e do envio de arquivos e mídias.

Quer entender melhor como a utilização do Telegram na Educação agrega valor? Então leia até o final e veja porque o aplicativo é uma importante ferramenta para essa área!

O Telegram na Educação como alternativa a outras ferramentas

É inquestionável que a maioria dos brasileiros ainda tem maior familiaridade com o WhatsApp do que com o Telegram. O que é compreensível considerando-se o fato de que o verdinho se tornou popular bem antes.

Porém, quando as aulas online passaram a ser uma necessidade e tornou-se essencial usar um aplicativo de mensagens para a comunicação entre os diversos atores da Educação, principalmente no caso dos professores que queriam enviar arquivos e mídias para os seus alunos, surgiu uma dificuldade em relação ao WhatsApp.

Isso porque, dependendo das especificações do smartphone do usuário, o aplicativo permite o envio de arquivos com, no máximo, 10 MB. Diante disso, a solução foi buscar uma alternativa ao WhatsApp. E o Telegram, por oferecer as vantagens que estão detalhadas mais abaixo, ganhou a preferência.

Contudo, vale ressaltar que tanto o WhatsApp como o Telegram não são ferramentas apropriadas para a efetiva realização de aulas. As funcionalidades de ambos estão muito mais relacionadas à comunicação e à troca (envio/recebimento) de arquivos e mídias.

Sendo que, em se tratando da realização de aulas, principalmente quando há a necessidade de acontecerem interações em grupo e de haver uma melhor organização (como a criação de diferentes turmas), ferramentas como o Google Meet e o Google Classroom (Sala de Aula) são as mais indicadas.

Nesse sentido, vale ressaltar que o Telegram possui atualmente o recurso de salas de áudio (com número ilimitado de participantes). Desse modo, desde que não haja a necessidade de acontecerem interações visuais, é possível realizar uma aula usando essa funcionalidade.

Além disso, é bem provável que, em breve, seja possível usar o Telegram na Educação também para a realização de aulas com interações visuais. Isso porque, segundo o fundador do aplicativo, um dos próximos recursos a serem adicionados será a realização de videochamadas em grupo.

Vantagens do uso do Telegram na Educação em comparação com o WhatsApp

Em se tratando dos aplicativos de mensagens, o WhatsApp e o Telegram são os mais populares. Por isso, é impossível não fazer comparações entre os dois. Porém, em relação ao uso deles na Educação, como já foi mencionado, o Telegram tem uma série de vantagens.

Nesse sentido, é importante ressaltar que o aplicativo se tornou uma ferramenta importante não apenas para as interações entre professores e alunos. Na verdade, ele também passou a ser relevante para a comunicação entre os docentes e todos os outros atores da Educação, como secretários e diretores, e, principalmente, os pais de alunos.

Analisando as vantagens do Telegram em comparação com o WhatsApp – que estão detalhadas a seguir – você entenderá isso melhor.

Canais com número ilimitado de participantes

Especialmente para gestores escolares, é importante ter um meio ágil para enviar informações para professores, pais e alunos. E os canais do Telegram são excelentes nesse sentido. Com número ilimitado de participantes, eles são uma ótima ferramenta de comunicação de mão única. É algo ideal, por exemplo, para:

  • O envio de avisos aos pais;
  • A marcação de reuniões de pais e professores;
  • A notificação aos colaboradores das escolas sobre acontecimentos diversos; e
  • O envio de atividades e materiais para as turmas de alunos.

Grupos com até 200 mil pessoas

Além dos canais, o Telegram também tem o recurso “grupos”, com a possibilidade de reunir até 200 mil participantes. E o intuito principal é que todos eles possam fazer publicações e trocar ideias.

Sendo que, no caso do uso do Telegram na Educação, além da interação entre todos os atores, os grupos são excelentes para a colaboração. Ou seja, o compartilhamento de informações e ideias. Inclusive, há grupos com milhares de professores que interagem trocando experiências e conteúdos.

O grupo Prof.Educação Infantil, por exemplo, tem mais de 9 mil professores da Educação Infantil de todo o Brasil. Para ter uma ideia do quanto o Telegram é vantajoso nesse sentido, basta pensar que, como no WhatsApp o limite de integrantes nos grupos é de apenas 256 pessoas, seriam necessários mais de 35 grupos para reunir o mesmo número de participantes.

Envio de arquivos e mídias de até 2 GB

A limitação em relação ao tamanho dos arquivos que podem ser enviados é um dos problemas do WhatsApp. E esse é mais um dos motivos pelos quais ele é inferior na comparação com o uso do Telegram na Educação.

Na Educação Infantil, por exemplo, onde há a necessidade de que os pais gravem vídeos dos seus filhos realizando determinadas tarefas, o fato de o Telegram permitir o envio de arquivos e mídias com até 2 GB é uma grande vantagem.

Obviamente, essa é uma possibilidade que também tem grande relevância no tocante à troca de materiais entre professores e gestores escolares.

Privacidade ao utilizar o Telegram na Educação

Especialmente diante da necessidade de interagir com um grande número de pessoas, um dos principais pontos negativos do WhatsApp é o fato de todo mundo ter acesso ao número de telefone do usuário.

Contudo, no Telegram, o usuário resguarda a sua privacidade ao ocultar o seu número de telefone. Para isso, basta ir às configurações de “privacidade e segurança” e definir quem terá acesso ao número. Sendo que uma das opções é “ninguém” (recomendada).

Essa opção está disponível tanto em relação a publicações em grupos e canais como no caso do envio de mensagens individuais.

Acesso ao histórico de publicações e buscas inteligentes

O fato de não termos acesso ao que havia sido publicado anteriormente gera certo incômodo quando entramos em um grupo no WhatsApp. Já no Telegram, tanto nos canais como nos grupos, todos os novos integrantes podem acessar o histórico de mensagens/publicações.

Além disso, é viável fazer buscas inteligentes, por exemplo, usando hashtags. Assim, é possível encontrar mensagens/conteúdos de dias ou até meses anteriores de forma prática e simples.

Arquivos e mídias salvos no próprio Telegram

Principalmente em se tratando de quem recebe um grande volume de arquivos e mídias, torna-se um incômodo deixá-los salvos no seu dispositivo, pois eles ocupam muito espaço na memória.

É exatamente para evitar este problema que o Telegram possibilita que todos os arquivos e mídias sejam salvos na nuvem do próprio aplicativo. Dessa forma, eles não ocupam espaço na memória do dispositivo do usuário e fica mais fácil identificar cada material.

Além disso, ainda existe a vantagem em relação à segurança. Isso porque, com os arquivos salvos na nuvem, mesmo que o usuário tenha algum problema com o seu dispositivo, conseguirá acessá-los tranquilamente.

Além de todas essas vantagens já detalhadas, o Telegram possui outros recursos que podem ter grande valor na área da Educação, especialmente para os professores. Alguns deles são:

  • Edição de mensagens/publicações já enviadas (para acrescentar alguma informação relevante ou fazer ajustes);
  • Realização de enquetes e quizzes (que podem ser explorados pelos professores para simular exercícios/atividades); e
  • Agendamento de publicações e automatização de tarefas (usando Bots com essas funcionalidades).

Conclusão

A verdade é que, em se tratando do uso dos aplicativos de mensagens no âmbito educacional, o Telegram certamente é a melhor opção. Sendo que, além da variedade de recursos que o aplicativo disponibiliza, ele também se destaca em relação à segurança.

E isso é de grande relevância, afinal, ninguém quer expor para qualquer um informações como o seu número de telefone. Em decorrência de tudo isso, mesmo após o retorno do ensino presencial, é provável que o uso do Telegram na Educação continue crescendo.

Curtiu o conteúdo e quer conhecer as possibilidades de uso do Telegram em outras áreas (além da Educação)? Então entre no canal do Rapadura Tech e acompanhe todos os nossos conteúdos!

 

Escrito por Rapaduratech