Como a inteligência artificial pode tornar a gestão de riscos da empresa mais eficiente?

 Como a inteligência artificial pode tornar a gestão de riscos da empresa mais eficiente?

A gestão de riscos é essencial para todas empresas. Desse modo, a inteligência artificial se torna uma ferramenta útil para tornar o processo de captar, controlar e gerir dados mais eficiente. 

O que é gestão de riscos?

É um conjunto de medidas para não apenas identificar, bem como controlar riscos. Assim, eles podem ser internos ou externos, e causam prejuízos a um negócio.

Segundo a pesquisa “Governança e Gestão de Riscos de Terceiros” realizada pela empresa Deloitte em 2020, pelo menos 26% das empresas já sofreram algum tipo de dano à reputação por conta de ações de terceiros.

Outro dado importante que traz o estudo, é que 41% delas não monitoram estes terceiros com base em seu perfil de risco. 

Há um valor estimado de 25 milhões de dólares em perdas, apenas na metade das organizações do Brasil. Por conta desses riscos que não são geridos da forma correta.

Qual é a importância dela na empresa?

São diversos os benefícios de não só mapear. Mas como também monitorar e controlar os riscos que podem trazer danos, por exemplo, financeiros à empresa. Sem dúvida, não importa o setor, todas as empresas obtêm vantagens com a gestão de riscos:

  • Identificar falhas nos sistemas ou processos;
  • Detectar quebras de dados;
  • Evitar multas por não seguir regras e leis;
  • Negociar melhor com fornecedores e clientes;
  • Aumentar a credibilidade da empresa.

Como a inteligência artificial impacta a gestão de riscos?

Os mercados de seguro e finanças foram os pioneiros a adotar recursos de inteligência artificial para gerir riscos no país. Afinal, foram os primeiros a usar tecnologias como machine learning em seus processos.

Por meio destas inovações fica mais simples não apenas coletar informações. Mas ter certeza de que eles são mais precisos. Além disso, leva menos tempo para realizar as seguintes ações com os dados:

  • Cruzar;
  • Organizar;
  • Analisar;
  • Compartilhar;
  • Armazenar.

Estes sistemas avançados permitem que os colaboradores da empresa tenham acesso a pontos de melhoria, bem como identificar problemas que ajudam na gestão de riscos.

Foto: A gestão de riscos ganhou muitas vantagens com o uso da inteligência artificial

Exemplos de inteligência artificial no processo de gestão

A gestão de dados, não apenas de clientes, como também de fornecedores é apenas um dos meios de usar a inteligência artificial na gestão da empresa. Além disso, é possível usar a tecnologia para:

  • Automatizar as cadeias de produção;
  • Delegar tarefas;
  • Reduzir custos;
  • Ter processos mais ágeis;
  • Monitorar e otimizar o uso de todos os ativos da empresa.

Uma coleta e gestão de dados eficiente permite não só prever o futuro, como também propor soluções alternativas para realizar uma gestão de riscos. Com o intuito de reduzir os efeitos de riscos, tanto internos, como externos à organização.

Atendimento ao cliente

Neste caso, a AI permite entender melhor as necessidades dos clientes. Além disso, identificar produtos e serviços que mais interessam.

Dicas de como integrar esses conceitos dentro de uma empresa

Organizações de todos os portes conseguem melhorar seus processos por meio da inteligência artificial. Conheça alguns usos mais comuns de uso desta inteligência:

Marketing

A coleta de dados do usuário em uma dada rede social, por exemplo, permite mostrar anúncios apenas para possíveis clientes com interesse naquele tipo de produto ou serviço.

Segurança

Câmeras de segurança, bem como dispositivos que reconhecem voz, ou ainda a face ajudam a controlar, por exemplo, o acesso às áreas restritas. Portanto, mais meio para melhorar a gestão de riscos.

Logística

Usar inteligência artificial para planejar os trajetos de um caminhão, por exemplo, permite encontrar não apenas rotas mais seguras, como também caminhos mais rápidos. Desse modo, o processo pode ficar mais barato e veloz.

Faça uma boa gestão de riscos com as ferramentas certas

Há algumas opções que podem ajudar as empresas a não apenas analisar, bem como reduzir os impactos de riscos tanto quanto de operação, como os de mercado, o de concorrentes ou até mesmo a falta de matéria prima. 

Elas são métodos e técnicas usadas para avaliar riscos existentes, o que ajuda no processo de tomada de decisão. Assim como para evitar prejuízos sobre os produtos, força de trabalho e equipamentos. Conheça algumas:

FMEA

É usado não apenas para identificar riscos, como também suas causas, analisar, e propor as melhores soluções para corrigir os problemas. Uma ótima opção para gestão de riscos.

APR

A Análise Preliminar de Riscos é útil na fase inicial de projetos, ou ainda para ajudar a desenvolver novos produtos e serviços.

PMBOK

É ideal para gestão de riscos em projetos, porque possui técnicas e métodos para analisar os riscos de modo quantitativo e qualitativo.

Como escolher a melhor ferramenta?

É importante analisar qual técnica é a mais adequada para o tipo de produto ou serviço da empresa. Além disso, em alguns casos, é indicado contratar uma consultoria especializada no assunto, para obter melhores resultados.

Um especialista no assunto, pode não apenas ajudar na escolha da melhor ferramenta de acordo com o que a empresa precisa, mas também orientar como colocar todas as medidas em prática.

Rapadura News

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.

Diego Dias

Posts relacionados

Newsletter

Rapadura Tech

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.