Quais são os benefícios da economia circular para os seres humanos e o meio ambiente?

 Quais são os benefícios da economia circular para os seres humanos e o meio ambiente?

(Imagem: Thiago Pontes)

A economia circular é um conceito que quebra os padrões de produção. Isso porque, vai contra a ideia de produzir em massa sem pensar no meio ambiente e nos recursos futuros. Então, veja mais sobre o que é e como esse método pode preservar a natureza.

E então, o que é Economia Circular?

Nada mais é do que um modelo de produção que se opõe ao clássico estilo linear, que explora, produz e descarta. Portanto, ele se baseia na prática sustentável, que visa usar a matéria-prima até o fim.

A forma de produção circular se deu após os líderes passarem a ter a noção do quanto faz mal explorar o meio ambiente sem cuidar do mesmo. Assim, cada um começou a pensar em maneiras de diminuir o descarte de lixo e a dispersão de poluentes.

Chegou-se à conclusão, então, de que transformar o que seria apenas resíduo em um material para a produção de novos itens era a melhor solução.

Saiba como ela funciona

O conceito da economia circular está baseado na inteligência da natureza. Isso porque, nela nada se desperdiça, tudo continua sendo metabolizado e interage de forma dependente.

Ela age de forma circular e a partir do seu conceito, surge a opção do mundo de adotar esse modelo. Assim, os recursos e produtos são reutilizados de modo contínuo, levando em conta os limites do planeta.

Ao invés de jogar uma garrafa de plástico fora, ela pode ter outra função ou pode ser reciclada. Dessa forma, o meio ambiente não é poluído e os itens se mantêm dentro da dinâmica de consumo consciente.


Foto: Preservar a natureza é essencial para a humanidade e para a economia.

Os principais aspectos desse conceito

Nesse modo de economia, os recursos naturais são valorizados em todas as etapas de produção. Assim, é preciso se atentar em alguns pontos:

  • Design;
  • Produção circular;
  • Criação de novos modos de negócios;
  • Uso de energias que se renovam;
  • Redes de cooperação.

É essencial não pensar apenas no produto final, mas sim em todo o trajeto que ele irá percorrer até chegar ao cliente. Pois, o objetivo é reduzir a extração de material natural e aumentar esse recurso na Terra.

Junto a isso, diminuir o volume de lixo lançado na natureza é um ponto a se atentar, já que, ele:

  • Contamina o solo;
  • Destrói o habitat de animais;
  • Polui a atmosfera e os oceanos.

Técnicas como as de produzir itens com um término de vida útil já fixo não se enquadram. Assim, é essencial que o produto seja feito para ter uma boa duração e qualidade.

Qual o seu real objetivo?

O real objetivo desse conceito é de gerir de forma mais eficiente os recursos naturais, os mantendo sempre úteis, assim como na natureza. Dessa forma, preserva-se o meio ambiente e é possível reverter danos locais já causados.

Você conhece os benefícios da Economia Circular?

Além de reduzir a necessidade de extrair recursos naturais, a economia circular também é capaz de:

  • Prevenir/reduzir a produção de resíduos;
  • Fornecer produtos que duram;
  • Diminuir os custos nas indústrias;
  • Reverter danos ambientais;
  • Contribuir com a reciclagem.

Esse conceito de produção resulta em melhores condições de saúde aos seres humanos. Assim, ele tem benefícios não só para a natureza, mas também para a população e a economia.

As etapas da economia circular

Por se tratar de um processo de fabricação de itens, algumas etapas desse conceito se parecem com o modelo linear. Dessa maneira, ela se divide em seis passos:

  1. Extração;
  2. Transformação;
  3. Consumo;
  4. Manutenção e reparação;
  5. Reutilização;
  6. Tratamento ou reciclagem.

As primeiras fases são as mesmas do modo linear, porém, possuem foco em diminuir o desperdício e em reusar os materiais. 

Pode-se notar que nem sempre é preciso extrair um novo recurso, pois ele pode ser um ótimo insumo que se torna matéria-prima para um outro item.

Os desafios na hora de aplicar esse conceito

Para a indústria, o maior desafio ao aplicar a economia circular é que isso implica em uma grande mudança e rompimento de um padrão. Além disso, será preciso desenvolver novos modelos de negócio que tragam valor ao serviço ou mercadoria que a marca oferece.

Esse processo será possível se for pensado em novos modelos de produtos que tenham uma vida útil e que sirvam de matéria para outros.

Preocupação com o meio ambiente

Muitas empresas ainda não mostram preocupação ambiental a ponto de fazê-las mudar toda a sua estrutura de negócios por essa causa. Aliás, o modelo de produção linear ainda domina nos dias de hoje em algumas nações, até mesmo na América do Sul.

Cofundador da Octa, Arthur Rufino
Cofundador da Octa, Arthur Rufino. (Imagem: Octa/Divulgação)

Octa: startup focada em Economia Circular

A Octa é uma empresa que tem o objetivo de tornar a economia automotiva do Brasil acessível e circular. Dessa forma, ela cria pontes entre pessoas que possuem veículos que não são mais úteis, até o centro de desmontagem.

Segundo o próprio criador da empresa, Arthur Rufino:

“A Octa nasceu de um movimento de organização e reestruturação do modelo de negócio da empresa da família. Eu tive a oportunidade de levar o nosso case para dentro do governo e transformar esse projeto de proibição na lei do desmanche, a lei que regulamentou o setor.”

“O resultado dessa lei foi uma queda no primeiro ano de 26% do roubo de carros, 17% de latrocínio e isso fez nascer esse propósito de tornar o roubo de carros em algo inútil no Brasil”

Quando foi perguntado sobre os desafios da empresa, Arthur respondeu o seguinte:

“A Octa tem diversos desafios, a gente tem uma dor super bem resolvida, muito clara de que ela existe, mas ela é tão antiga e sem solução que o nosso cliente frotista nem percebe mais ela, é aquela dor crônica já.”

“Então, a gente tem desafios de comunicação para que as pessoas entendam que agora existe solução para aquela dor que ele nem lembra mais que existe.”

“A gente tem também desafios de ampliar a capacidade produtiva do centro de desmontagem, tanto com tecnologia quanto com metodologia.”

“Com essas duas questões vencidas, a gente mantém a circularidade da economia automotiva super forte e consegue endereçar essa super meta que é tornar o roubo de carros em algo inútil, mas também endereçar questões ambientais como a redução de CO2.”

Um exemplo a ser seguido

Esse é um exemplo de quem trabalha com economia circular, onde trata e restaura peças de um produto que iria para o lixo. Assim, se tornando um novo negócio de venda.

Não é à toa que essa startup só tem crescido, tendo recebido um investimento de 8 milhões pela VOX Capital. Portanto, fica claro que esse modo de produção, de fato, vale a pena e todos só têm a ganhar com ele.

Rapadura News

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.

Diego Dias

Newsletter

Rapadura Tech

Cadastre-se e receba, todas às sextas, um resumo do que foi destaque na semana sobre Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios.